NOTÍCIAS

  • 17/04/2020

    SEM POSSIBILIDADE DE TER AULAS PRESENCIAIS, FAMÍLIA AGOSTINIANA SE ADAPTA AO EAD

    Desde que o novo coronavírus (COVID-19) foi declarado uma pandemia global pela OMS (Organização Mundial da Saúde), diversas medidas foram adotadas no Brasil e no mundo, para tentar conter a disseminação desse vírus. Entre elas, em meados de março, as escolas foram obrigadas a cessar suas aulas presenciais e os estudantes foram orientados a permanecer em casa. Mas ainda pairam incertezas sobre o tempo que os alunos deverão permanecer reclusos e o impacto real que isso trará para a educação no futuro.
    Neste sentido, o Centro Educacional Agostiniano vem orientando sobre como deve ocorrer todo o processo de aprendizagem de Educação à Distância (EAD), que utilizada a internet ( através do aplicativo e as mídias sociais (com lives, vídeo-aulas gravadas e ao vivo), como ferramenta de ensino.
    Mas, a diretora do Colégio, Ir Rita Cola, observa que para obter êxito nessa empreitada é necessário que haja o acompanhamento dos pais e empenho dos alunos. “Esta situação não é fácil nem para as famílias, que se viram em um contexto inédito de terem seus filhos estudando em casa, e nem para a escola, que teve de reinventar seu modo de ensinar. Não queremos de modo algum que as famílias assumam o papel do professor. Sabemos, porém, que crianças e adolescentes precisam de um adulto para estimular, orientar e organizar seu cotidiano. Tarefa que presencialmente é da escola. Mas estamos empenhando todos os nossos esforços, nos valendo de toda uma gama de conhecimentos desenvolvidos ao longo de nossos anos de trabalho”, ressaltou. Para organizar todo esse processo de aprendizagem foi elaborado um conjunto de ações planejadas, em uma sequência didática, e no qual todas as partes envolvidas (professores, alunos e pais), precisam seguir as orientações, para que o resultado final seja positivo. “Encaminhamos um modelo de horário para ajustar o tempo de estudos em casa, que deve ser adaptado às aulas ao vivo e planejado com o aluno pela família. Os professores, em suas transmissões ao vivo farão sua parte e, se necessário, vamos reorganizando os horários”, reforçou.  A diretora reforça, ainda, que os pais precisam certificar-se de que seus/as filhos/as estejam presentes nas transmissões ao vivo, mas que realizem, também, as demais atividades orientadas pelos professores, a fim de promover a aprendizagem. Tudo isso foi explicado em um comunicado publicado no aplicativo na última quinta-feira, 16, que teve por objetivo nortear sobre os próximos passos.

    Veja o documento completo abaixo:
     
    COMUNICADO IMPORTANTE À FAMÍLIA AGOSTINIANA
    Aos pais, mães, responsáveis e alunos/as, boa tarde! O Centro Educacional Agostiniano vem orientando as aulas à distância desde a primeira semana em que estamos nessa situação inesperada. Esta situação não é fácil para nós todos: nem para as famílias que se viram em um contexto inédito de terem seus filhos estudando em casa, nem para a escola que teve de reinventar seu modo de ensinar.
    Não queremos de modo algum que as famílias assumam o papel do professor. Sabemos, porém, que crianças e adolescentes precisam de um adulto para estimular, orientar e organizar seu cotidiano. Tarefa que presencialmente é da escola. Mas estamos empenhando todos os nossos esforços, nos valendo de toda uma gama de conhecimentos desenvolvidos ao longo de nossos anos de trabalho.
    Primeiro vamos explicar a vocês o que caracterizamos como aula e como ela acontece. Para isso, vamos retomar algumas questões que já foram informadas, mas sentimos que é necessário retomar e avançar. Uma aula ou uma sequência de aulas, de qualquer disciplina, requer um planejamento prévio e pode ser composta de vários elementos: - Apresentação do conteúdo (videoaulas);
    - Leitura de texto;
    - Realização dos exercícios;
    - Produção de textos;
    - Pesquisa;
    - Produção de material;
    - Correção do material com o gabarito comentado que o professor envia;
    - Comunicação com o/a professor/a por e-mail com dúvidas;
    - Aulas ao vivo;
    - Videoaulas complementares que podem ser gravadas ou de conteúdos avaliados pelos professores e disponibilizados na internet.
    Dessa forma, não adianta termos lives uma manhã inteira, se o/a aluno/a não cumpre as demais atividades de aprendizagem. Isso porque a aprendizagem é um conjunto de elementos que precisa ser apreendido pelos/as alunos/as. Assim, ler, escrever, sintetizar o raciocínio, corrigir o material são habilidades essenciais ao processo de aprendizagem. Os alunos aprendem na escola realizando essas diversas ações e ainda a tarefa de casa que permite não apenas fixar, mas perceber onde há dúvidas e onde os professores precisam reforçar. Nós elaboramos esse conjunto de ações planejadas em uma sequência didática onde vislumbramos todo o processo de aprendizagem. Uma criança tem um processo de aprendizagem diferenciado do adolescente e também do adulto, assim como um tempo de estudos e de exaustão que devem ser respeitados. Mobilizar aulas online no mesmo tempo que seria da escola é falsear um processo muito mais complexo que vai além de ouvir o professor. Por isso acreditamos que a dinâmica da escola é insubstituível, mas nesse momento estamos fazendo ao máximo para garantir que a aprendizagem ocorra em todas as dimensões necessárias.
    Não queremos apenas cumprir carga horária e precisamos muito da família para isso! Como a família pode ser organizar para ter menos trabalho e desenvolver a independência dos/as filhos/as:
    1. Conversar com seus/as filhos/as sobre a necessidade da mudança na forma de assistir aula e aprender;
    2. Estabelecer um horário com o/a filho/a (ou filhos e filhas) de estudo que precisa ser cumprido;
    3. Orientar que ele/a estude determinadas disciplinas por dia (quanto mais jovem a capacidade de abstração é menor, portanto deve-se elaborar o horário) e separe dúvidas e dificuldades para encaminhar sempre ao professor/a. Como os alunos devem proceder:
    4. Encaminhar tudo por e-mail para que o/a professor/a responda (às vezes o/a professor/a vai responder no coletivo, pois essas dúvidas podem ser de mais alunos e assim socializa o processo);
    5. Participar das lives para correção de exercícios e tirar dúvidas;
    6. Assistir às videoaulas que ficam gravadas e podem ser assistidas diversas vezes pelos/as alunos/as.
    7. Escrever para o/a professor/a da forma que souber, pois ele/a poderá ajudar sem problemas. Se não compreender a dúvida, o próprio professor retorna ao/à aluno/a perguntando.
    8. Os conteúdos estão disponíveis no Aplicativo da escola (para alunos até o 9º ano) e também na plataforma Iônica (para o ensino médio). O aplicativo é de conhecimento de todos/as e pode ser acessado também pelo celular, caso não tenham um computador disponível. Não é necessário copiar tudo no caderno, apenas resolver as questões com referência do exercício e do conteúdo para não se perder;
    9. Interagir diretamente com os/as professores/as pelos meios eletrônicos. Isso é fundamental para desenvolver esta autonomia e o/a professor/a estar à frente do processo educacional;
    10. Dialogar com seus colegas de classe virtualmente para realizarem tarefas em conjunto, trocar dúvidas, conteúdos. Isso fará com que se crie e se fortaleça uma corrente de conhecimento com um propósito único e de interesse de todos! Fortaleça a você mesmo e fortaleça seus/as amigos/as.
    Precisamos nos sentir perto, mesmo estando longe! Encaminhamos um modelo de horário para ajustar o tempo de estudos em casa (dia 20/03), que deve ser adaptado às aulas ao vivo e planejado com o aluno pela família.
    Os professores, em suas transmissões ao vivo farão sua parte e, se necessário vamos reorganizando os horários. Precisamos que se certifiquem de que seus/as filhos/as estão nas transmissões ao vivo, mas que realizem as demais atividades orientadas pelos professores, a fim de promovermos a aprendizagem. As transmissões ao vivo ainda têm pouca participação dos/as alunos/as, mesmo assim, estamos reorganizando por ano/série para atender a todas as demandas apresentadas. Também teremos, a partir da próxima semana uma nova ferramenta para aulas ao vivo onde os alunos poderão interagir conversando com o/a professor/a. As postagens do/a professor/a são organizadas conforme sua carga horária semanal e os exercícios também podem ter caráter avaliativo, mas não haverá prejuízo ao aluno. O objetivo é diagnosticar a necessidade de retomar conteúdos ou complementar exercícios.
    Quanto ao calendário escolar uma escola não possui autonomia para alterá-lo ou mesmo reajustá-lo, pois dependemos dos órgãos reguladores, como o Conselho Nacional de Educação e o Conselho Estadual de Educação. Somente após publicadas em diário oficial com orientação da Secretaria de Estado da Educação poderemos reorganizar este documento.
    Estamos à disposição para orientar os alunos que ainda tenham alguma dificuldade de acesso ou mesmo de se organizar.
    Esperamos que esse momento passe logo e temos certeza de que com esforço coletivo estamos desenvolvendo um belo trabalho e garantindo a aprendizagem prevista para o ano letivo.

     Ir. Rita Cola - Diretora Centro Educacional Agostiniano
     

FILTRAR POR DATA