top of page
Buscar

O Agostiniano realiza palestra sobre “Bullying” ministrada por jovem de 15 anos


Hoje, 08 de fevereiro, aconteceu no Centro Educacional Agostiniano, CEA, uma palestra sobre “Bullying”, ministrada pelo jovem Iarley Bermudes, que desde os 11 anos, conta a sua história e experiência, promovendo palestras para crianças, jovens e até adultos, sobre como enfrentar o bullying.

Apesar de ter apenas 15 anos, Iarley tem uma experiência de vida gigantesca, e já impactou a vida de milhares de pessoas através de mais de 600 palestras e congressos sobre autoestima realizadas por todo o Brasil, além de vídeos e matérias publicados nas redes sociais.


Como palestrante motivacional, Iarley fez questão de falar sobre como é importante superar e refletir a dor que às vezes temos. Disse, também, que existem vários tipos de bullying, e que esse problema afeta o futuro das pessoas. Para quem pratica ou praticou esse crime contra o próximo, por brincadeira ou ignorância, ele pede que reflita sobre as consequências desse ato, orienta que não faça mais, e que peça desculpas.

“Acredito que após a pessoa saber que é errado a prática do bullying, pois machuca o próximo, podendo deixar marcas para o futuro desse individuo, volte atrás, peça desculpas por todos o danos, e nunca mais cometa esse ato. Promover essa conscientização é que me motiva na vida”, declarou.

Novidade


A novidade é que esse jovem e corajoso rapaz, que tem provado que veio ao mundo para fazer a diferença, é o mais novo aluno do CEA: motivo de orgulho para todos da “Família Agostiniana”, ao qual ele agradeceu o carinho no acolhimento, pois percebe que no CEA os princípios e valores são praticados por todos. “Estou sendo recebido com muito carinho pelos diretores, professores e alunos. Aqui o que se ensina realmente é colocado em prática. Esse é o diferencial dessa escola”, disse.


Sobre Iarley

Iarley Bermudes Vargas nasceu com malformação congênita de lábio leporino bilateral, além de fenda nas pálpebras. Para corrigir os problemas, ele já passou por diversas cirurgias desde bebezinho. Foi alvo de Cyberbullying aos 10 anos. Mas, mesmo machucado, levantou a cabeça e enfrentou com coragem o problema e passou, desde então, a dedicar um tempo para ajudar outras crianças e adolescentes a superarem traumas de bullying, problemas de autoestima e depressão.



20 visualizações0 comentário
bottom of page